sábado, 30 de junho de 2012

O PP de verdade se coliga com o PT em São Vicente e outras boas.


São Vicente do Sul em convenções partidária pega fogo.

De representante do Blog em São Vicente.

Dias quentes.
O Prefeito Sr. Jorge Martins em convenção municipal de sua cidade apresentou e defendeu perante a plenária o nome de Maria Dutra conhecida da comunidade. Um bloco de oposição sustentou o nome do atual vice-prefeito Roberto Nagera, cidadão que eu conheço, Nagera venceu o pleito, derrotou o prefeito.
O PT confirmou a coligação com o PP do candidato Fernando da Rosa Pahim que no seu pronunciamento emocionou a todos............ O  candidato a vice – prefeito pelo PT será o funcionário do Instituto Federal Farroupilha Gilson Edo Alves Parodes, meu querido amigo Gilson.
Os candidatos a proporcional, vereadores pelo Partido dos Trabalhadores:
Joel Fernando Marques de Oliveira – Joel Marques.
David Sete Moreira da Costa – Davi Camelo.
Ieda Gabriel Cassol. - Iedda

PT de Jaguari vai apoiar João Mario e apresenta Sedinei Santos como vice.

Partido dos Trabalhadores de Jaguari, afirma o nome Sedinei Santos, Sid do PT, como vice do candidato João Mario do PMDB a reeleição. O Vice Milton Bolzan por questões pessoais retirou seu nome em apoio ao Sid do PT e vai apoiar seu irmão Luiz Mario Bolzan que concorrerá a vereador pelo PT.
Jaguari crescerá sem duvida alguma com uma composição da perseverança, democracia e debate pelo melhor encaminhamento.

sexta-feira, 29 de junho de 2012

Atenção Prefeituras do Vale do Jaguari -Governo anuncia criação do PAC Equipamentos

Na tentativa de estimular o crescimento econômico brasileiro, o governo federal anunciou nesta quarta-feira (27) o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) Equipamentos - Programa de Compras Governamentais, para a aquisição de veículos e equipamentos no valor de R$ 8,4 bilhões. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, participou do lançamento do programa e anunciou a compra de oito mil caminhões, três mil patrulhas agrícolas, duas mil ambulâncias, 8.570 ônibus, 3.591 retroescavadeiras, além de motoniveladoras, furgões, vagões de trem, blindados e móveis para escolas.

“A crise europeia continua piorando e está deprimindo o crescimento da economia mundial. Em vista desse cenário, o governo brasileiro está tomando medidas de estímulo à economia para podermos ampliar os nossos investimentos, para estimular a demanda, para aumentar a confiança – porque neste momento a confiança no mundo cai bastante – e para, enfim, acelerar o nosso crescimento. Em função deste cenário, temos quer continuar com políticas de estímulo”, disse.
Imagem / Slide Blog do Planalto
 Governo anuncia criação do PAC Equipamentos
Ampliar

Mantega também anunciou a redução da Taxa de Juros de Longo Prazo, a TJLP, que regula os empréstimos do BNDES, de 6% para 5,5% ao ano, e a preferência pela compra de equipamentos da indústria nacional ainda que produtos similares sejam mais baratos no exterior. Segundo Mantega, as medidas tomadas pelo governo farão com que a economia cresça de forma “vigorosa” no segundo semestre de 2012.
A presidenta Dilma Rousseff defendeu o modelo de compras governamentais para estimular a economia e afirmou que outros países utilizam prática semelhante. Segundo ela, as compras vão ajudar a indústria brasileira, além de possibilitar a oferta de serviços públicos de melhor qualidade.
“Hoje, nós tomamos mais uma iniciativa para usar o poder de compra na manutenção e aceleração do crescimento econômico. Aqui eu gostaria de ressaltar um fato. O uso de poder de compra é algo consagrado como um dos mecanismos aceitos para garantir a sustentação do crescimento econômico. Mal ou bem, foi feito em países como Estados Unidos, China”, disse.
A presidenta disse que o governo continuará estimulando o investimento e o consumo no País e tomará as medidas necessárias para proteger os empregos e preservar as conquistas econômicas e os avanços sociais. “Somos otimistas, apesar de sóbrios, porque temos os instrumentos para preservar a saúde da economia e nossas conquistas sociais. Praticamos um modelo que se desenvolveu em bases sólidas, estamos fincados em pés brasileiros, fizemos um processo de crescimento que expandiu o mercado interno”, explicou a presidenta.
Na avaliação da presidenta, a crise dos países da zona do euro tem duração longa e crônica, requerendo mais medidas para ser solucionada. “A cada reunião dos países europeus, esperamos que uma solução mais sistêmica surja e assegure mais confiança”, disse.
Brasil.gov.br

População do Estado vota projetos regionais prioritários na próxima quarta-feira


1 º Etapa - Reunião Regional na URI com os Comudes e comunidade regional. 


                              2º Etapa - Assembleias municipais. Foto de Nova Esperança do Sul.



             A população do Rio Grande do Sul vota na próxima quarta-feira (4 de julho) os projetos regionais e as prioridades estratégicas para o RS, dentro do Sistema Estadual de Participação, implantado pelo Governo do Estado. Ao todo, são 422 projetos distribuídos nos 28 Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes) do RS, com a destinação de R$ 165 milhões da verba do Orçamento de 2013. A votação poderá ser feita em cédulas, que estarão disponíveis nas prefeituras e prédios municipais e estaduais, além das agências do Banrisul, bem como pela internet e dispositivos móveis, como celulares e smartphones.
      A apresentação do processo da Votação de Prioridades ocorreu na manhã desta quinta-feira (28), em entrevista coletiva do governador Tarso Genro, durante café da manhã no Galpão Crioulo do Palácio Piratini. "Nossa ambição, que talvez não possa ser cumprida na sua integralidade, mas queremos chegar bem perto disso, é de constituir uma experiência no Rio Grande do Sul de combinação da democracia representativa, estável, previsível e que fundamenta o processo democrático, com a participação direta da cidadania. E para isso, consolidar e ir mais além do Orçamento Participativo, em nível estadual", afirmou. O governador projeta superar o número de votantes do ano passado, que foi de 1,130 milhão.

Projetos prioritários
    O secretário de Planejamento, Gestão e Participação Cidadã (Seplag), João Motta, explicou que cada cédula terá um máximo de 20 projetos prioritários, definido pelas plenárias realizadas em cada uma das regiões do Estado, e também as prioridades estratégicas discutidas nas assembleias municipais. "A votação é uma das etapas finais do ciclo de debates sobre o Orçamento do Estado 2013, que nesse ano tem como novidade a utilização do telefone celular", informou Motta.

     A votação das prioridades faz parte da quarta etapa do processo, iniciado em abril, quando foram mobilizadas sete mil pessoas. Na etapa seguinte foram realizadas 494 assembleias municipais, somando 60 mil pessoas. Os fóruns regionais, que reuniram 1.807 delegados, eleitos nas assembleias regionais, fizeram parte da terceira etapa, que segue com o Fórum estadual entre julho e agosto, com 170 delegados, onde será fechada a proposta de Orçamento para 2013. O processo culmina com a entrega da peça orçamentária para a Legislativo gaúcho, em 15 de setembro.

Votação pelo celular
      "Cada eleitor poderá votar em quatro demandas e duas prioridades estratégicas. No ano passado registramos um marco histórico, com 1,1 milhão de eleitores, sendo destes, 130 mil pela internet. Este ano queremos bater estes números", acrescentou Motta. O titular da Seplag destacou que a possibilidade de votação por dispositivos móveis vai dar uma nova dimensão ao processo.

       Nos locais de votação, o processo se estenderá das 9h às 18h. Já pela internet, que pode ser feita ser feita através do site www.participa.rs.gov.br, o horário será das 8h às 24h. Os aparelhos telefônicos que não possuem a tecnologia de acesso à internet, haverá um sistema de votação por mensagem (SMS) com os códigos dos projetos, que estarão disponíveis no portal.

Educação alimentar: consulta pública



Mais de 400 pessoas já apresentaram contribuições, desde o início do mês, à consulta pública online sobre o Marco de Referência de Educação Alimentar e Nutricional para as Políticas Públicas. O objetivo é garantir a participação de toda a sociedade na elaboração do documento final, que deve ser lançado em agosto. Quem ainda não contribuiu tem até o próximo dia 30 para participar.
A educação alimentar e nutricional é uma das principais estratégias para a promoção da alimentação adequada e saudável, conforme deliberado na 4ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional. O marco de referência é um instrumento que orienta as ações, promovendo um campo comum de reflexão e orientação de prática e direcionando a elaboração das políticas públicas de segurança alimentar e nutricional.
A consulta pública é uma iniciativa do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), com apoio do Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea), do Ministério da Saúde, do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) do Ministério da Educação, da Associação Brasileira de Nutrição (Asbran), do Conselho Federal de Nutrição (CFN) e do Observatório de Políticas de Segurança Alimentar e Nutricional (Opsan) da Universidade de Brasília (UnB).

Para participar, basta acessar:
http://fs.unb.br/opsan/consulta-publica.

Atenção Região, votação de prioridades dia 04 de julho.


O HERDEIRO PREFERIDO DA VOVÓ




  A avó no leito do hospital, manda chamar o neto 
- Meu querido neto, vou morrer em breve, mas quero que você saiba que
  vou te deixar duas fazendas com tratores, debulhadoras,  cavalos,
 vacas, cabras e muitos outros animais...
  O estábulo e todas as plantações, além de R$ 3.750.000,00... EM MOEDAS.
 Cuida de tudo com muito cuidado...
 O neto não se contem...sai do quarto calmamente e quando chega ao
 final do corredor cai em desespero de alegria, grita, chora, pula, da
 socos no ar e rola no chão. Ao final da histeria volta para o quarto e
  diz:
  - Mas vovó querida, eu... eu nem sabia que a senhora tinha duas
  fazendas. Onde ficam?

 A avó dá um último suspiro antes de morrer e responde:

  - Uma no Orkut... outra no Facebook...

quinta-feira, 28 de junho de 2012

Inaugurações dos ESF - Comentário recebido.

                    Alguém pode me esclarecer por que é que nestas inaugurações dos ESF, como este inaugurado na Vila Nova, dão valor às fotos da fita, das autoridades e dos papagaios de pirata (o detalhe é tanto que a gente vê até a cor dos olhos), e quase não se vê a placa do Ministério da Saúde?
                    A pobre da placa fica lá num cantinho. A gente quase nem consegue ler os valores investidos.
                 Tá certo que os governos estaduais e federais não tem representação na região mas a impressão que fica é que as obras são feitas só pela prefeitura. A gente que é mais esclarecido sabe que não é assim, que é convênio entre os entes federativos. Será que custa muito ao governo estadual e federal escalarem alguns representantes? Fica a impressão que as coisas boas só acontecem graças à prefeitur
a.